Notícias

O Encontro de Pesquisas "Agricultura, saberes e alternativas: limites e possibilidades de mundos entrelaçados", realizado pelo IFCH/Unicamp ocorrerá nos 14, 15 e 16 de outubro de 2020. O evento contará com três Webinars no canal do IFCH/Unicamp no YouTube e seis Seminários Temáticos (STs) diferentes com apresentações de trabalhos. Para assistir aos STs como ouvintes, os interessados deverão realizar as inscrições por meio do google forms. Os apresentadores de trabalhos não precisarão se inscrever no próprio ST, mas para assistirem outros STs será necessário realizar a inscrição. Não haverá certificados para ouvintes, apenas controle de entrada por questões de segurança.

Link do formulário de inscrição: https://forms.gle/Ey5mDYWDvcZjV1mA6 

Data do evento: 14 a 16 de outubro de 2020

Plataforma dos Webinars: Canal do IFCH do YouTube: https://www.youtube.com/c/IFCHUNICAMP1/featured 

Plataforma dos STs: GoogleMeet - os links serão enviados meia hora antes da reunião, para os e-mails dos/as participantes.
Os links dos STs escolhidos serão enviados ao e-mail informado
Qualquer dúvida, envie um e-mail para agrisal2020@gmail.com​​​​​​​


Quarta-feira (14/10)

9h-12h

Webinar “Cultivar resistências: agriculturas na defesa de terras e territórios”: Solange Brito (Assentamento Terra Vista, Teia dos Povos - BA) e Tatinha Alves (Codecex - MG) – Canal do IFCH/Unicamp do YouTube. ​​​​​​​

14h-17h

ST 3: Sistemas agrícolas e práticas agroalimentares – Mediação de Igor Scaramuzzi (Doutor em Antropologia Social pelo PPGAS/Unicamp), GoogleMeet.

14h-17h

ST 1: Mundos multiespécies entrelaçados – Mediação de Fabiana Maizza (PPGA/UFPE), GoogleMeet.


Quinta-feira (15/10)

9h-12h

Webinar “Encontrando paisagens: biodiversidade e povos tradicionais”: Joana Cabral de Oliveira (PPGAS/Unicamp) e Thiago Mota Cardoso (PPGAS/UFAM) – Canal do IFCH/Unicamp do YouTube. 

14h-17h

ST 2: Ciências, instituições e empresas agrícolas – Mediação de Catarina Morawska Vianna (PPGAS/UFSCar), GoogleMeet.

19h-21h

ST 3: Agroecologia: práticas e políticas de resistência – Mediação de Mariana Cruz (PPGAS/Unicamp) e Ana Carolina Marcucci (PPGAS/Unicamp), GoogleMeet.


Sexta-feira (16/10)

9h-12h

Webinar “Passando a boiada: práticas, políticas e escalas do agronegócio”: Natacha Leal (UNIVASF) e Caio Pompeia (Pós-doc/PPGAS/USP) – Canal do IFCH/Unicamp do YouTube. ​​​​​​​

14h-17h

ST 3: Agriculturas, ecologias e as ruínas do capitalismo – Mediação de Guilherme Moura Fagundes (PNPD/PPGAS/UnB), GoogleMeet.

14h-17h

ST 1: Entre relações e espécies: construindo possibilidades e alternativas – Mediação de Graciela Froehlich (imuê – Instituto Mulheres e Economia), GoogleMeet.

Saiu, no número 4 da revista INTEGRAção uma reportagem sobre o Núcleo de Artes Afro-Brasileiras da USP dirigido pelo Mestre Pinguim, e coordenado com o apoio docente de John Dawsey, professor titular do Departamento de Antropologia!

Confira a matéria neste link da revista USP INTEGRAção n. 4!

Conheça a revista USP INTEGRAção em http://cultura.usp.br/revista/

Em tempos de crises políticas, sanitárias e climáticas, que impactam violentamente os povos indígenas, a I Mostra CineFlecha: (Re)Existir e Curar apresenta - entre os dia 1 e 15 de outubro - um conjunto de filmes que reflete a potência e diversidade do cinema indígena contemporâneo.

Dividida em quatro sessões temáticas, os filmes mostram as diferentes maneiras como os povos indígenas seguem incansavelmente mobilizando formas de (re)existir - resistir e existir outra vez, e curar - por meio de saberes e práticas ancestrais e contemporâneas, diante das forças hegemônicas relacionadas a modos de vida insustentáveis.

A curadoria desta edição de estréia destaca a produção audiovisual dos realizadorxs e coletivos indígenas de cinema articulados na Rede CineFlecha, dentre eles a ASCURI - Associação Cultural de Realizadores Indígenas (Guarani, Kaiowá e Terena/MS); o Pēnãhã - Coletivo de Cinema Maxakali do Pradinho (Maxakali/Tikmũ´ũn/MG); o Coletivo Beya Xina Bena (Huni Kuin/AC); o Coletivo Akubaaj Cinta Larga de Cinema (Cinta Larga/RO); o Coletivo Ijã Mytyli de Cinema Manoki e Myky (Manoki e Myky/MT).
 
Acesse https://redecineflecha.org/mostra/, confira a programação e assista aos filmes e lives com os realizadorxs indígenas!

Instagram: https://www.instagram.com/redecineflecha/

Facebook: https://www.facebook.com/redecineflecha

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCqM9snpQg9W3Xq0o6k5AzHw​​​​​​​

Matéria na agência FAPESP:

https://agencia.fapesp.br/plataforma-e-mostra-de-cinema-trazem-para-as-telas-resistencia-indigena-na-pandemia/34251/

 

Confira também as lives do evento:

​​​​​​​

Mobilização do CEstA-USP contra o genocídio dos povos indígenas na pandemia do novo coronavírus

Em dezenas de aldeias nas Terras Indígenas e bairros indígenas nas cidades brasileiras, um número crescente de mortes e casos de adoecimento por covid-19 vem sendo registrado. Em um cenário político marcado pela omissão do Estado diante da elevada taxa de letalidade da doença entre os povos indígenas, o movimento indígena e suas organizações vêm reagindo à situação de forma contundente e convocando seus parceiros à ação conjunta.
Respondendo a essa situação, o CEstA-USP abre um espaço à sua rede nacional e internacional de pesquisadores indígenas e não indígenas e a outros parceiros, a fim de compartilhar reflexões, relatos e materiais informativos sobre situações regionais e iniciativas de apoio. O objetivo é acompanhar e documentar o desenrolar da pandemia entre os povos indígenas, de modo atento a violações de direitos, diante do risco de um iminente genocídio. Também desejamos dar visibilidade às perspectivas e soluções locais, além de construir um espaço de memória para as vítimas da covid-19.  

Desta forma, o CEstA-USP presta sua homenagem às famílias e comunidades que vêm perdendo parentes queridos acometidos pela doença, e manifesta seu apoio àqueles que neste momento lutam sem o mínimo recurso para a recuperação da saúde dos seus doentes e para garantir as condições preconizadas pelas autoridades sanitárias para a prevenção e enfrentamento do novo coronavírus.

A mobilização civil pela garantia do direito constitucional dos povos indígenas à saúde se faz necessária como nunca. Essa urgência decorre da paralisia deliberada e criminosa do atual governo em garantir direitos fundamentais e promover políticas públicas efetivas para um dos segmentos mais vulneráveis da sociedade brasileira.

Convidamos, assim, a rede de colaboradores do CEstA a compartilhar materiais de diversas naturezas, como iniciativas e campanhas de apoio e arrecadação; relatos sobre as situações enfrentadas pelos indígenas em todo o país; reflexões sobre a pandemia; ou textos em homenagem a vítimas da covid-19. Eles estão sendo reunidos e publicados nesta página especial: https://amerindios.wixsite.com/acao

 As contribuições para esta rede de informação, reflexão e memória podem ser compartilhadas pelo endereço cestausp.covid19@gmail.com, com o assunto “Indígenas e covid-19”.


Comissão “Povos indígenas frente à covid-19”
Coordenação do CEstA-USP
Profª. Drª. Marta Rosa Amoroso

Pesquisadores do CEstA-USP
Karen Shiratori
Lauriene Seraguza
Luísa Valentini
Rafael Pacheco
Tatiane Klein

O documentário Afrosampas, dos professores Jasper Chalcraft e Rose Satiko Hikiji será exibido no In-Edit Brasil - Festival Internacional de Documentário Musical! O festival acontece de forma online, de 10/09 a 20/09 na plataforma In-Edit-Brasil.com.

Artistas Africanos que migraram para São Paulo falam de suas experiências artísticas e seu relacionamento com seu novo entorno.

Confira neste link o teaser do filme!