PRÊMIOS

Entre os prêmios e indicações recebidos pela produção de nosso corpo docente e discente no último quinquênio, cabe destacar: o segundo lugar do Prêmio Jabuti, na Categoria Ciências Humanas em 2015, conferido ao livro Políticas Culturais e Povos Indígenas, organizado por Pedro Cesarino e Manuela Carneiro da Cunha (Editora da UNESP, São Paulo, 2014); a indicação entre os 10 finalistas do prêmio Jabuti 2016 e entre os 3 finalistas do prêmio ANPOCS de obras científicas em 2016 do livro A viagem como vocação, de Fernanda Arêas Peixoto (São Paulo, EDUSP/FAPESP, 2015); o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) 2017 de Literatura, na categoria Biografia/autobiografia/memória, pelo livro Lima Barreto: triste visionário (Cia. Das Letras, São Paulo, 2016), de Lilia Moritz Schwarcz.

Entre as teses e dissertações, destacam-se o Grande Prêmio CAPES de Tese Sérgio Buarque de Holanda em 2014 (Grande área de Ciências Humanas), o Prêmio ANPOCS de Tese de Doutorado em Ciências Sociais em 2015, o Prêmio ANPOCS Melhor Dissertação de Mestrado em 2016 e o prêmio Destaques Teses USP na área de Ciências Humanas.

A produção artística de nossos docentes e discentes tem do mesmo modo recebido diversos prêmios e menções honrosas nos últimos anos, dentre os quais destacam-se dois Prêmios Funarte de Música Brasileira, concedidos a trabalhos de alunos do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Entre os prêmios e menções recebidos por nossos docentes encontram-se: o primeiro lugar na categoria Artes Plásticas - fotografia no concurso Arte + Cultura, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, pelo ensaio fotográfico “Imagens da Etiópia”, de Sylvia Caiuby Novaes e a menção honrosa na categoria Texto, recebida por Vagner Gonçalves da Silva; Prêmio Jabuti, categoria Melhor livro de Arte de 2016, de Lilia Schwarcz (com Adriano Pedrosa, Catálogo Histórias Mestiças. Rio de Janeiro/ São Paulo. Cobogó Instituto Tomie Ohtake); indicação para o Arts and Humanities Research Council (AHRC) Research Film Awards 2017 do filme “Tabuluja (Wake up)”, co-dirigido por Rose Satiko G. Hikiji, Jasper Chalcraft e Shambuyi Wetu.
Entre nossos discentes, destacam-se a Menção Honrosa no Festival Internacional do Curta-metragem de Belo Horizonte recebida por André Luís Lopes Neves e a escolha do filme "IBURI Trompete dos Ticuna", de Edson Tosta Matarezio Filho, como segundo melhor documentário no Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba em 2014 e, em 2015, o prêmio ProAC - Programa de Ação Cultural, do Governo do Estado de São Paulo para gravação de disco autoral recebido por Paulo Menotti del Picchia. Em 2013, o projeto “CRUSP em Vídeo”, de Danilo Bezerra, sob coordenação de Sylvia Caiuby Novaes, recebeu Menção Honrosa na área de Artes e afins, PRCEU-USP.